Página principal

De Documentação Woclo

Descobrindo a WOCLO

A WOCLO é a solução de servidor em nuvem que se encaixa as necessidades da sua empresa, te dá mais segurança e transparência para gerenciar dados e oferece o melhor preço do mercado.

Para realizar o seu cadastro clique aqui

Clique em "selecione" para escolher o tipo de cadastro desejado (pessoa física ou pessoa jurídica).

Cadastro de Pessoa Física

Considera-se pessoa física todo indivíduo que possui um Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), que é o registro dos cidadãos para fins fiscais.

Faça seu cadastro

Preencha os campos "e-mail", "senha" e "confirme sua senha". Caso você possua algum código de cupom promocional da WOCLO, você pode informá-lo no campo "cupom promocional". Se não houver, deixe este campo em branco.

Dica: Crie uma senha longa, com 8 caracteres ou mais. Utilize caracteres alfanuméricas, letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos. Quanto maior a variedade de caracteres em sua senha, melhor.

Observação: A WOCLO não possui acesso a sua senha. Ela é totalmente pessoal e intransferível. Caso necessite trocar essa senha, será possível realizar esse processo logo que acessar a área do cliente. Para acessar esse procedimento clique aqui.

Insira seus dados

Preencha os campos "nome completo", "e-mail secundário" (utilizado para recuperação de conta), "CPF", "CEP", selecionar o estado, "município", "endereço", "número", "bairro" e "complemento", se houver.

Pagamento

Preencha os campos "nome do titular do cartão", "número do cartão", "MM" (mês com 2 (dois) dígitos), "AAAA" (ano com 4 (quatro) dígitos) e o CVV (código de verificação do cartão). Neste momento, para validar o cartão e o limite de crédito juntamente à operadora será enviada uma cobrança simbólica no valor de 1 (um) real que imediatamente será estornada.

Observações:

  • Caso a validação não seja concluída com sucesso o cadastro fica pendente de confirmação do meio de pagamento e isso irá impossibilitar o cliente de ter acesso a área de criação de máquinas virtuais.
  • O processo de validação do cartão de crédito não gera nenhum custo para o cliente. A cobrança somente é gerada após o período de 30 dias corridos à data de criação da primeira máquina virtual.
  • Os dados de cartão dos clientes são criptografados pela própria operadora que fornece a WOCLO uma chave de segurança que fica atrelada ao cliente, impossibilitando a clonagem do cartão ou furto dos dados fornecidos por agentes maliciosos.
  • Caso os dados de um cartão que está em uso sejam modificados pelo cliente, a validação é realizada novamente. Caso a validação seja bem-sucedida, as informações de cartão são trocadas. Caso não tenha sucesso no retorno das informações, serão mantidos os últimos dados válidos de pagamento.
  • Para maiores esclarecimento sobre o processo de cobrança clique aqui.

Cadastro de Pessoa Jurídica

Considera-se pessoa jurídica toda entidade que possui um Cadastro Nacional da Pessoal Jurídica (CNPJ), que é o registro de empresas, associações, fundações, partidos políticos, igrejas, administrações públicas, dentre outros perante o poder público.

Faça seu cadastro

Preencha os campos "e-mail", "senha" e "confirme sua senha". Caso você possua algum código de cupom promocional da WOCLO, você pode informá-lo no campo "cupom promocional". Se não houver, deixe este campo em branco.

Dica: Crie uma senha longa, com 8 caracteres ou mais. Utilize caracteres alfanuméricas, letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos. Quanto maior a variedade de caracteres em sua senha, melhor.

Observação: A WOCLO não possui acesso a sua senha. Ela é totalmente pessoal e intransferível. Caso necessite trocar essa senha, será possível realizar esse processo logo que acessar a área do cliente. Para acessar esse procedimento clique aqui.

Insira seus dados

Preencha os campos "razão social", "CNPJ", "Inscrição Estadual", se houver; "Inscrição Municipal", se houver; "e-mail" e "e-mail secundário" (utilizado para recuperação de conta) e "contato".

Na seção "Faturamento" preencha os campos "CEP", selecionar o estado, "município", "endereço", "número", "bairro" e "complemento", se houver.

Na seção "Cobrança" escolha se deseja que o mesmo endereço informado acima seja o endereço para cobranças. Caso sim, selecionar a opção "Usar mesmo endereço do faturamento". Caso contrário, selecione a opção "Incluir um novo endereço".

Pagamento

Preencha os campos "nome do titular do cartão", "número do cartão", "MM" (mês com 2 (dois) dígitos), "AAAA" (ano com 4 (quatro) dígitos) e o CVV (código de verificação do cartão). Neste momento, para validar o cartão e o limite de crédito juntamente à operadora será enviada uma cobrança simbólica no valor de 1 (um) real que imediatamente será estornada.

Observações:

  • Caso a validação não seja concluída com sucesso o cadastro fica pendente de confirmação do meio de pagamento e isso irá impossibilitar o cliente de ter acesso a área de criação de máquinas virtuais.
  • O processo de validação do cartão de crédito não gera nenhum custo para o cliente. A cobrança somente é gerada após o período de 30 dias corridos à data de criação da primeira máquina virtual.
  • Os dados de cartão dos clientes são criptografados pela própria operadora que fornece a WOCLO uma chave de segurança que fica atrelada ao cliente, impossibilitando a clonagem do cartão ou furto dos dados fornecidos por agentes maliciosos.
  • Caso os dados de um cartão que está em uso sejam modificados pelo cliente, a validação é realizada novamente. Caso a validação seja bem-sucedida, as informações de cartão são trocadas. Caso não tenha sucesso no retorno das informações, serão mantidos os últimos dados válidos de pagamento.
  • Para maiores esclarecimento sobre o processo de cobrança clique aqui.

Meio de Pagamento

O pagamento é realizado única e exclusivamente realizado via cartão de crédito Visa, Mastercard, Elo, American Express, Hipercard, Diners Club, Sorocred etc.

Alterar dados cadastrais

Para alterar os dados cadastrais como endereço de faturamento e cobrança basta clicar no menu em dados cadastrais. Será aberto a tela contendo as informações cadastradas para que seja alterado, conforme a figura abaixo.

Alterar meio de pagamento

Para alterar as informações de pagamento (trocar dados do cartão crédito) clique no menu do lado esquerdo em Dados de Pagamento, será aberto uma tela com as informações cadastradas conforme figura abaixo.

Depois clique em "editar" para inserir/trocar as informações do cartão. Vale lembrar que só poderá ser trocado por informações validas, pois toda informação inserida e checado com a operadora antes de gravar os novos dados.

Contrato

Os clientes WOCLO podem ter acesso ao contrato e suas cláusulas clicando aqui;

Vigência

A vigência e por tempo indeterminado em comum acordo por ambas as partes, porém o cliente pode a qualquer momento solicitar o cancelamento sem cobrança de multa ou algum adicional que não seja o valor devido de serviço contratado.

Cancelamento

A vigência e por tempo indeterminado em comum acordo por ambas as partes, porém o cliente pode a qualquer momento solicitar o cancelamento sem cobrança de multa ou algum adicional que não seja o valor devido de serviço contratado.

Política de Desligamento e Exclusão

A política de desligamento e exclusão tem como objetivo preservar o ambiente produtivo saudável e seguro da aplicação. O desligamento ou exclusão do cliente só ocorre em caso dele solicitando ou infringindo algumas das normas internas citadas em contrato. Para maiores esclarecimentos e detalhes consulte o contrato on-line.

Financeiro

Preços

  • Preços vigentes a partir de 21/05/2019.
  • Os preços são cobrados na moeda brasileira vigente: Real (ISO 4217: BRL, abreviada como R$)

CPU, RAM e Disco

CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU

Teste / Homologação Média Performance Alta Performance Nível I Alta Performance Nível II Alta Performance Nível III
CPU 0,02361 Core/Hora 0,04722 Core/Hora 0,13889 Core/Hora 0,13889 Core/Hora 0,13889 Core/Hora
Memória RAM 0,02778 GB/Hora 0,03472 GB/Hora 0,04861 GB/Hora 0,04861 GB/Hora 0,04861 GB/Hora
Disco / HD 0,00042 GB/Hora 0,00049 GB/Hora 0,00069 GB/Hora 0,00069 GB/Hora 0,00069 GB/Hora

CPU (processador): cobrado em core por hora ativa (somente com a máquina virtual ligada).

RAM (memória): cobrada em Gigabyte por hora ativa (somente com a máquina virtual ligada).

HD (disco): cobrado em Gigabyte por hora ativa e inativa (com a máquina virtual ligada e desligada).


Windows Server Datacenter

Teste / Homologação Média Performance Alta Performance Nível I Alta Performance Nível II Alta Performance Nível III
CPU 0,02361 Core/Hora 0,04722 Core/Hora 0,13889 Core/Hora 0,13889 Core/Hora 0,13889 Core/Hora
Memória RAM 0,04583 GB/Hora 0,05278 GB/Hora 0,06667 GB/Hora 0,06667 GB/Hora 0,06667 GB/Hora
Disco / HD 0,00042 GB/Hora 0,00049 GB/Hora 0,00069 GB/Hora 0,00069 GB/Hora 0,00069 GB/Hora

CPU (processador): cobrado em core por hora ativa (somente com a máquina virtual ligada).

RAM (memória): cobrada em Gigabyte por hora ativa (somente com a máquina virtual ligada).

HD (disco): cobrado em Gigabyte por hora ativa e inativa (com a máquina virtual ligada e desligada).


Windows Server Standard

Teste / Homologação Média Performance Alta Performance Nível I Alta Performance Nível II Alta Performance Nível III
CPU 0,07917 Core/Hora 0,10278 Core/Hora 0,19444 Core/Hora 0,19444 Core/Hora 0,19444 Core/Hora
Memória RAM 0,02778 GB/Hora 0,03472 GB/Hora 0,04861 GB/Hora 0,04861 GB/Hora 0,04861 GB/Hora
Disco / HD 0,00042 GB/Hora 0,00049 GB/Hora 0,00069 GB/Hora 0,00069 GB/Hora 0,00069 GB/Hora

CPU (processador): cobrado em core por hora ativa (somente com a máquina virtual ligada).

RAM (memória): cobrada em Gigabyte por hora ativa (somente com a máquina virtual ligada).

HD (disco): cobrado em Gigabyte por hora ativa e inativa (com a máquina virtual ligada e desligada).

Link de Dados

Teste / Homologação Média Performance Alta Performance Nível I Alta Performance Nível II Alta Performance Nível III
0 à 10 GB/mês Gratuito Gratuito Gratuito Gratuito Gratuito
11 à 50 GB/mês 0,10 por GB 0,10 por GB 0,10 por GB 0,10 por GB 0,10 por GB
51 à 100 GB/mês 0,08 por GB 0,08 por GB 0,08 por GB 0,08 por GB 0,08 por GB
101 à 500 GB/mês 0,06 por GB 0,06 por GB 0,06 por GB 0,06 por GB 0,06 por GB
Acima de 501 GB/mês 0,04 por GB 0,04 por GB 0,04 por GB 0,04 por GB 0,04 por GB
  • O cliente WOCLO tem direito à 10 Gigabytes mensais gratuitos de trafego de saída (não cumulativos). Se o consumo mensal ultrapassar este valor, será cobrado uma quantia por Gigabyte excedente determinada pela tabela acima.

Exemplo 1: Consumo de 8 GB no mês de janeiro -> sem cobrança do link de dados no mês de janeiro.

Exemplo 2: Consumo de 14 GB no mês de fevereiro -> 10 GB gratuitos + 4 GB excedentes = 4 * 0,10 = R$ 0,40 cobrados de link de dados no mês de fevereiro.

Exemplo 3: Consumo de 150 GB no mês de março -> 10 GB gratuitos + 140 GB excedentes = 140 * 0,06 = R$ 8,40 cobrados de link de dados no mês de março.

Regras de Cobrança

Em caso de falta de pagamento da mensalidade e demais encargos, a WOCLO possui uma regra de cobrança baseada no número de dias em atraso até completar um mês (30 dias). Segue abaixo:

Atraso Efeitos ao Consumidor Contrato
1.º ao 3.º dia Acesso bloqueado ao ambiente das máquinas virtuais, liberado apenas à área de acesso do cliente (dados pessoais, dados de pagamento, etc.). Máquina(s) virtual(is) permanecem ligadas. Não são cobrados juros ou aplicadas multas ao consumidor, apenas a continuidade da cobrança nominal mensal pelas máquinas virtuais. Contrato continua vigente.
4.º ao 7.º dia Acesso bloqueado ao ambiente das máquinas virtuais, liberado apenas à área de acesso do cliente (dados pessoais, dados de pagamento, etc.). Máquina(s) virtual(is) permanecem ligadas. Multa de 2% sobre o valor do titulo aberto, ocorre a aplicação de 1% de juros ao valor da mensalidade e a continuidade da cobrança nominal mensal pelas máquinas virtuais. Contrato continua vigente.
8.º ao 29.º dia Acesso bloqueado ao ambiente das máquinas virtuais, liberado apenas à área de acesso do cliente (dados pessoais, dados de pagamento, etc.). Máquina(s) virtual(is) são desligadas. Multa de 2% sobre o valor do titulo aberto, ocorre a aplicação de 1% de juros ao valor da mensalidade e a continuidade da cobrança nominal mensal pelas máquinas virtuais. Contrato continua vigente.
30.º dia Acesso bloqueado ao ambiente das máquinas virtuais e área de acesso do cliente (dados pessoais, dados de pagamento, etc.). Máquinas virtuais são deletadas. Gerado titulo contemplando os 7 (sete) primeiros dias em que a(s) máquina(s) virtual(is) permaneceram ligadas, acrescido de 23 dias de armazenamento em disco. Aplicada multa de 2% sobre o valor do titulo aberto com a adição 1% de juros ao valor da mensalidade. Contrato cancelado de forma automática.

Operacional

A WOCLO disponibiliza modelos prontos e atualizados dos principais sistemas operacionais utilizados na atualidade para cloud computing. São eles:

Linux Windows
CentOS 7.6 Windows Server 2019 Datacenter
CentOS 6.10 "Latest Version" Windows Server 2019 Standard
Debian 9.9 "Stretch" Windows Server 2016 Datacenter
Ubuntu 18.04.2 LTS "Latest LTS Version" Windows Server 2016 Standard
OpenSUSE 42.3"

A Woclo oferece os sistemas operacionais citados acima de acordo com a atividade do cliente e a performance desejada. São eles:

Teste / Homologação (baixa performance) – para os clientes que necessitem de servidores virtuais para desenvolvimento ou homologação de aplicações e softwares, a WOCLO oferece uma solução de baixo custo para clientes que não utilizem muitos recursos, mas que necessitam de um ambiente estável e seguro para seus dados.

Média Performance – para aqueles que procuram processamento otimizado essa categoria é a melhor escolha. Voltada para potência de processamento, esta infraestrutura conta com núcleos de CPU de última geração com desempenho real ao hypervisor, sendo o mais apropriado para servidores produtivos abrangendo as maiores variedades de carga de trabalho.

Alta Performance – aqueles que procuram sempre estar um passo à frente com o melhor do poder de processamento podem optar por uma máquina virtual de alto desempenho, com memória e processadores de última geração otimizados para a necessidade do cliente. Além disso, a estrutura de alta performance da WOCLO conta com SSDs de última geração triplamente replicados que possibilitam altas taxas de transferência de disco. Ideal para Big Data, IoT, machine learning, bancos de dados relacionais e não relacionais, aplicações e softwares que demandem alto poder de processamento.

Criação de Máquinas Virtuais

  • Etapa 1: Acesse sua conta na WOCLO. Caso não a possua clique aqui para se cadastrar. Se caso já tenha login clique aqui para acessar o sistema.
  • Etapa 2: Após o login, você já tem o acesso ao painel de administração. Nele é possível observar e configurar suas instâncias (máquinas virtuais), administrar seu perfil de usuário e verificar pagamentos realizados.
  • Etapa 3: Clique na aba "Instância" e depois em "Criar Máquina Virtual"
  • Etapa 4: Defina o nome do da máquina virtual a ser criada, o sistema operacional com a versão, além da performance desejada.

Neste momento, você será informado do valor da sua instância bem como quanto é o custo de cada componente alocado. Lembrete: Para as distribuições Linux (CentOS, Debian, OpenSUSE e Ubuntu) a senha é facultativa pois o acesso pode ser realizado por chave SSH.

Observação: No momento da criação da máquina virtual não é possível determinar o tamanho do disco. A máquina será criada com o disco mínimo. Após a criação, você poderá expandir o disco existente e/ou adicionar mais discos de acordo com sua necessidade (Vide ...).

  • Etapa 4: Clique em "Criar" e aguarde até que a máquina virtual esteja com o status "executando".

Após a criação de sua máquina virtual, ela será listada na aba como uma instância ativa na aba "Instâncias" -> "Visão Geral". Nesta aba é possível observar o nome dado à instância, o status da mesma onde você será informado sobre o estado da máquina virtual. Os possíveis status são:

Status Significado
Running / Executando Instância está ligada e pronta para uso
Pending / Pendente Instância está em processo de criação
Poweroff / Desligado Instancia está desligada
Shutdown / Desligando Instância está no processo de desligamento
Boot / Iniciando Instância está no processo de ligar
Prolog / Logando Primeira inicialização da instância
Epilog / Epílogo Encerramento da instância para exclusão
Failed / Falha Instância falhou ao ser criada

No caso de falha/failed no momento da criação, recomenda-se excluir e recriar a máquina virtual com as mesmas configurações e, caso o erro permaneça, verificar na FAQ as possíveis causas.

Além disso, ainda na aba "Instâncias" -> "Visão Geral", você ainda pode ter acesso ao consumo de CPU e memória RAM e o IP de rede que a máquina virtual está utilizando.

Após a execução com sucesso da máquina virtual, é possível conectar via console, basta clicar no ícone VNC

Cuidados pós-criação

Uma vez criada sua máquina virtual alguns cuidados pós instalação são necessários.

Caso o servidor criado seja Windows:
- Verificar a interface de rede da máquina virtual através do Gerenciador de Redes do Windows.
- Realizar o Windows Update; (Observação: esse procedimento pode ser realizado somente se a máquina virtual se comunicar com a internet)
- Verificar se todos os discos estão ativos e com o tamanho desejado através do Gerenciador de Discos do Windows.

Caso o servidor criado seja da distribuição CentOS:
- Verificar a interface de rede da máquina virtual através do comando “ip addr” (sem aspas)
- Executar a atualização de pacotes com o comando yum -y upgrade (Observação: esse procedimento pode ser realizado somente se a máquina virtual se comunicar com a internet)
- Verificar se todos os discos estão ativos e com o tamanho desejado através do comando “df -hT “(sem aspas).

Caso o servidor criado seja da distribuição Debian e Ubuntu:
- Executar a atualização de pacotes com o comando apt-get -y update && apt-get -y upgrade (Observação: esse procedimento pode ser realizado somente se a máquina virtual se comunicar com a internet)
- Verificar se todos os discos estão ativos e com o tamanho desejado através do comando “df -hT “(sem aspas).

Caso o servidor criado seja da distribuição OpenSUSE:
- Verificar a interface de rede da máquina virtual através do comando “ip addr” (sem aspas)
- Executar a atualização de pacotes com os comandos “zypper refresh” e “zypper update” (Observação: esse procedimento pode ser realizado somente se a máquina virtual se comunicar com a internet)
- Verificar se todos os discos estão ativos e com o tamanho desejado através do comando “df -hT “(sem aspas).

Acessando Sua Máquina Virtual

Existem duas formas de acesso ao seu servidor recém-criado:

  • Acesso Interno via VNC (console);
  • Acesso Externo via SSH para máquinas virtuais CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU e TS/RDP para máquinas virtuais Windows;
Acesso VNC

O acesso VNC (console) é utilizado para máquinas virtuais que não estão com rede ativa ou apresentam algum tipo de falha na comunicação de rede, impedindo acesso SSH ou TS/RDP.

Para acessar uma máquina virtual via VNC basta:

  • Etapa 2: Acessar a aba "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Selecionar a máquina virtual desejada;
  • Etapa 4: Clicar no ícone VNC (esse ícone somente estará disponível se a máquina virtual estiver ligada e funcionando);
  • Etapa 5: Para realizar o login digite seu usuário (CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU o usuário é "root" e Windows o usuário é "administrator") e a senha que foi definida no momento da criação da máquina virtual;
Acesso Externo

Para acessar uma máquina virtual por SSH ou TS/RDP é crucial que a mesma possua uma rede ativa com um IP válido: IP público ou NAT. Uma vez que a máquina virtual possua uma rede ativa e válida, para acessá-la basta:

CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU

Estes sistemas operacionais são acessados por SSH (porta 22). Por questões de segurança, os sistemas operacionais vem com acesso SSH por senha desabilitados, sendo necessário o uso de chaves. Para realizar esse acesso basta:

  • Etapa 2: Acessar a aba "Configurações" -> "Autenticação" -> "Chave SSH";
  • Etapa 3: Inserir sua chave SSH na caixa de informação;
Windows

Este sistema operacional é acessado por TS/RDP (porta 3389). Para acessar uma máquina virtual Windows basta:

  • Etapa 1: Executar uma aplicação que rode o protocolo RDP (Remote Desktop) como: "Conexão de Área de Trabalho Remota", "Terminal Service (TS)", ou similar;
  • Etapa 2: Conectar com o IP definido para a máquina virtual;
  • Etapa 3: Realizar o login de acordo com as credenciais definidas;

Política de Usuários e Senhas

A WOCLO não armazena em hipótese alguma os dados de acesso do cliente como usuário(s), senha(s) e chave(s) criptográfica(s), sendo estes de responsabilidades e administração exclusivas do cliente;

A senha definida no momento da criação da máquina virtual para usuários "root" ou "administrator" pode ser trocada a qualquer momento pelo cliente, bastando realizar a troca diretamente pelo sistema operacional da máquina virtual.

Embora a máquina virtual, ao ser criada, exista apenas o usuário de administração, existe a possibilidade do cliente criar quantos usuários desejar além de lhes conferir permissões de acesso ao sistema. A WOCLO, porém, não se responsabiliza por eventuais problemas causados por usuários criados.

A WOCLO não realiza troca ou recuperação de senhas, chaves SSH, cria modifica ou exclui qualquer usuário da máquina virtual.

Administração de Máquinas Virtuais

Modificar CPU e Memória RAM

Uma vez criada sua máquina virtual, para realizar qualquer modificação na quantidade de CPU e RAM alocadas durante a criação basta:

  • Etapa 2: Acessar a aba "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Selecionar a máquina virtual desejada;
  • Etapa 4: Desligar a máquina virtual (vide ...);
  • Etapa 5: Acesse a aba " Capacidade" e clique em "Redimensionar";
  • Etapa 6: Será aberta uma janela com o titulo "Redimensionar a capacidade da VM". Ali você pode realizar a modificação desejada nos recursos;
  • Etapa 7: Após escolha da quantidade de CPU e RAM, clique em "Redimensionar";
  • Etapa 8: Ligar a máquina virtual;

Modificar Disco / HD

Na WOCLO é possível realizar adição, modificações e remoção de discos / HDs virtuais nas máquinas virtuais. Segue abaixo os procedimentos possíveis:

Aumento / Expansão de Disco / HD

Caso necessite ajustar o tamanho de um disco existente, basta:

  • Etapa 1: Acesse a interface de administração
  • Etapa 2: Clique em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais",
  • Etapa 3: Selecione a máquina virtual que deseja redimensionar o disco.

Observação: é impossível realizar a diminuição de tamanho de um disco. Portanto o processo de expansão de disco é um processo irreversível.

  • Etapa 4: Clique na aba “Armazenamento” e encontre o disco que pretende expandir.
  • Etapa 5: Clique no ícone X (resize) para realizar o aumento.
  • Etapa 6: Na caixa de seleção que será aberta defina o tamanho desejado para o disco e clique em “OK”.
Reconhecimento de Aumento / Expansão de Disco / HD pelo Sistema Operacional

Após redimensionado, a máquina virtual já reconhece o aumento de disco, porém ainda é necessário habilitá-lo no sistema operacional. Segue abaixo o procedimento de reconhecimento de expansão de disco nos sistemas operacionais da WOCLO.

CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU

Para que o aumento seja reconhecido pelo sistema operacional basta reiniciar a máquina virtual.

Windows

  • Etapa 1: Clique com o botão direito do mouse em Iniciar na parte inferior esquerda da tela Ou você pode optar por abrir o Gerenciamento de Disco diretamente digitando "diskmgmt" na barra de pesquisas do Windows;
  • Etapa 2: Na lista, clique em Gerenciamento de Disco (em inglês "disk management");
  • Etapa 3: Encontre a partição que realizou o aumento, clique sobre ela com o botão direito do mouse e então vá em “estender volume” (em inglês "extend volume";
  • Etapa 4: Defina quanto será aumentado e seguir o procedimento conforme exposto na tela de seu computador.
Adição / Inserção de Disco / HD
  • Etapa 1: Caso necessite ajustar o tamanho de um disco existente, basta:
  • Etapa 2: Na interface de administração vá em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais", clique na máquina virtual que deseja redimensionar o disco.
  • Etapa 3: Clique na aba “Armazenamento”;
  • Etapa 4: Clique em “Anexar Disco”;
  • Etapa 5: Na caixa de seleção, defina o tamanho desejado para o disco e clique em “OK”.
Reconhecimento de Adição / Inserção de Disco(s) / HD(s) pelo Sistema Operacional

Após anexar um ou mais discos é necessário habilitá-lo(s) no sistema operacional. Segue abaixo o procedimento de reconhecimento de Adição / Inserção de disco nos sistemas operacionais da WOCLO.

CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU

  • Etapa 1: Reinicie a máquina virtual para que o sistema operacional reconheça o(s) disco(s) adicionado(s).
  • Etapa 2: Após reinicialização o sistema operacional reconhece o(s) disco(s) adicionado(s), mas ainda é necessário montar a partição destes discos.
  • Etapa 3: Executar, na ordem, os seguintes comandos:
Etapa Comando Significado Exemplo
4 df -hT Mostra o particionamento de seu sistema operacional df -hT
5 mkfs.xfs -L media /dev/sdx Troque sdx pelo nome da partição que é apresentado na aba "Armazenamento" -> "Destino" do disco que adicionou mkfs.xfs -L media /dev/sdb
6 mkdir (diretório) Monta o disco no diretório que definiu mkdir /mnt/novaparticao
7 mount -t xfs /dev/sdx (diretório) Troque sdx pelo nome da partição que é apresentado na aba "Armazenamento" -> "Destino" do disco que adicionou, de um espaço e insira o diretório onde montou o disco no passo anterior mount -t xfs /dev/sdb /mnt/novaparticao

Observação: Caso a partição não seja XFS, basta trocar o comando mkfs.xfs por o similar correspondente a sua partição:

mkdosfs mkfs.ext4
mke2fs mkfs.minix
mkfs.bfs mkfs.msdos
mkfs.ext2 mkfs.vfat
mkfs.ext3 mkfs.xiafs

Windows

  • Etapa 1: Clique com o botão direito do mouse em Iniciar na parte inferior esquerda da tela Ou você pode optar por abrir o Gerenciamento de Disco diretamente digitando "diskmgmt" na barra de pesquisas do Windows;
  • Etapa 2: Na lista, clique em Gerenciamento de Disco (em inglês "disk management");
  • Etapa 3: Encontre a partição que realizou o aumento, clique sobre ela com o botão direito do mouse e clique em “Online” para habilitar o disco novo.
  • Etapa 4: Clique novamente com o botão direito e selecione “Initialize Disk” para iniciar o disco, e mais uma vez com o botão direito clicando em “estender volume” (em inglês "extend volume");
  • Etapa 5: Defina quanto será aumentado e seguir o procedimento conforme exposto na tela de seu computador.
Remoção /Retirada de Disco(s) / HD(s)

O processo de remoção de disco / HD na WOCLO é utilizado quando o cliente necessita retirar um ou mais discos que foram adicionados anteriormente.

Observações:

  • O processo de remoção implica na exclusão total dos dados armazenados no disco que será retirado.
  • Apesar de ser possível remover o disco onde está criado o sistema operacional (o primeiro disco montado, geralmente denominado "sda") da máquina virtual, a WOCLO não recomenda realizar esse procedimento pois a instância perderá de forma irreversível todo sistema operacional e dados salvos nos demais particionamentos.
  • A WOCLO não realiza a restauração de discos removidos.

CentOS, Debian, OpenSUSE e UBUNTU

Etapa Comando Significado Exemplo
1 df -hT Mostra o particionamento de seu sistema operacional df -hT
2 lsof pipe grep "/dev/sdx" Verificar se o dispositivo está em uso. Troque sdx pelo nome da partição que é apresentado na aba "Armazenamento" -> "Destino" do disco que deseja remover lsof pipe grep "/dev/sdb"
3 umount /dev/sdx Desmonta a partição e libera o disco para remoção. umount /dev/sdb
  • Etapa 4: Acesse a interface de administração da WOCLO.
  • Etapa 5: Selecione "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais", clique na máquina virtual que deseja remover o disco.
  • Etapa 6: Clique na aba “Armazenamento”;
  • Etapa 7: Clique no ícone "X" “Detach Disk” e o disco será removido.
  • Etapa 8 (opcional): Recomenda-se reiniciar a máquina virtual após remoção;

Windows

  • Etapa 1: Clique com o botão direito do mouse em Iniciar na parte inferior esquerda da tela Ou você pode optar por abrir o Gerenciamento de Disco diretamente digitando "diskmgmt" na barra de pesquisas do Windows;
  • Etapa 2: Na lista, clique em Gerenciamento de Disco (em inglês "disk management");
  • Etapa 3: Encontre a partição que realizou o aumento, clique sobre ela com o botão direito do mouse e clique em “excluir” ou "delete" para remover a partição do sistema operacional.
  • Etapa 4: Acesse a interface de administração da WOCLO.
  • Etapa 5: Selecione "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais", clique na máquina virtual que deseja remover o disco.
  • Etapa 6: Clique na aba “Armazenamento”;
  • Etapa 7: Clique no ícone "X" “Detach Disk” e o disco será removido.
  • Etapa 8 (opcional): Recomenda-se reiniciar a máquina virtual após remoção;

Modificar Rede / Network

Na WOCLO é possível realizar adição, modificações e remoção de adaptadores (placas) de rede nas máquinas virtuais. Segue abaixo os procedimentos possíveis:

Adicionar adaptador de rede em máquina virtual
  • Etapa 1: Acessar o painel de administração da WOCLO;
  • Etapa 2: Clicar em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Escolher a máquina virtual que deseja adicionar / inserir um adaptador de rede;
  • Etapa 4: Desligue a máquina virtual;
  • Etapa 5: Clicar na aba "Rede" (nesta etapa é possível observar todas os adaptadores de rede inseridos para a máquina virtual);
  • Etapa 6: Clicar em "Anexar Placa de Rede";
  • Etapa 7: Selecione a rede desejada conforme as opções informadas anteriormente;
  • Etapa 8: Clicando na aba "Opções Avançadas" é possível configurar diversos parâmetros no adaptador de rede como: endereço da rede IPv4 e IPv6, IP do da interface de rede, mascara, gateway, largura de banda de entrada e saída, dentre outros.
  • Etapa 9: Clicar em "Anexar" para inserir a rede na máquina virtual.
  • Etapa 10: Ligue a máquina virtual;
  • Etapa 11: Acesse o sistema operacional da sua máquina virtual e verifique se as configurações de rede foram inseridas com sucesso pelo sistema. Caso não, insira manualmente os dados de rede e reinicie a máquina novamente.
Modificar adaptador de rede
  • Etapa 1: Acessar o painel de administração da WOCLO;
  • Etapa 2: Clicar em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Escolher a máquina virtual que deseja modificar o(s) adaptador(es) de rede;
  • Etapa 4: Desligue a máquina virtual;
  • Etapa 5: Clicar na aba "Rede" (nesta etapa é possível observar todas os adaptadores de rede inseridos para a máquina virtual);
  • Etapa 6: Clicar em sobre o adaptador de rede que deseja modificar;
  • Etapa 7: Clicando na aba "Opções Avançadas" é possível configurar diversos parâmetros no adaptador de rede como: endereço da rede IPv4 e IPv6, IP do da interface de rede, mascara, gateway, largura de banda de entrada e saída, dentre outros.
  • Etapa 8: Clicar em "OK" para salvar a modificação.
  • Etapa 9: Ligue a máquina virtual;
  • Etapa 10: Acesse o sistema operacional da sua máquina virtual e verifique se as configurações de rede foram modificadas com sucesso pelo sistema. Caso não, insira manualmente os dados de rede e reinicie a máquina.
Remover adaptador de rede
  • Etapa 1: Acessar o painel de administração da WOCLO;
  • Etapa 2: Clicar em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Escolher a máquina virtual que deseja adicionar / inserir um adaptador de rede;
  • Etapa 4: Desligue a máquina virtual;
  • Etapa 5: Clicar na aba "Rede" (nesta etapa é possível observar todas os adaptadores de rede inseridos para a máquina virtual);
  • Etapa 6: Encontre o adaptador de rede que deseja remover;
  • Etapa 7: Clicar em "Desanexar" para remover o adaptador de rede na máquina virtual.
  • Etapa 8: Ligue a máquina virtual;
  • Etapa 9: Acesse o sistema operacional da sua máquina virtual e verifique se as configurações de rede antiga foram removidas com sucesso pelo sistema. Caso não, remova manualmente os dados de rede e reinicie a máquina novamente.

Ações em Máquinas Virtuais

A WOCLO oferece o serviço de agendamento de tarefas automáticas para a máquina virtual.


Ações que você pode agendar:

Ação Efeito Sobre a Máquina Virtual
terminate Exclusão definitiva (Irreversível)
terminate-hard Exclusão definitiva forçada (Irreversível)
release Liga / Inicia
stop Congela o estado da máquina virtual
suspend Suspende
resume Retorna da suspensão ou do "stop"
reboot Reinicia
reboot-hard Reinicia de forma forçada
poweroff Desligamento
poweroff-hard Desligamento de forma forçada
Criar / Agendar Ação
  • Etapa 1: Acessar o painel de administração da WOCLO;
  • Etapa 2: Clicar em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Escolher a máquina virtual que deseja agendar a ação;
  • Etapa 4: Clicar na aba "Ações" (Nesta aba aparecerão todos os agendamentos já efetuados para a máquina virtual em questão);
  • Etapa 5: Para configurar uma nova ação, clique em "Adicionar Ação";
  • Etapa 6: Escolha um horário para que a ação seja executada e, caso necessite que a ação seja periódica, basta selecionar a caixa de escolha "Periodic" e determinar os dias e horários de execução;
Deletar /Remover Ação
  • Etapa 1: Acessar o painel de administração da WOCLO;
  • Etapa 2: Clicar em "Instâncias" -> "Minhas Máquinas Virtuais";
  • Etapa 3: Escolher a máquina virtual que deseja deletar a ação;
  • Etapa 4: Clicar na aba "Ações" (Nesta aba aparecerão todos os agendamentos já efetuados para a máquina virtual em questão);
  • Etapa 5: Selecionar a ação a ser excluída;
  • Etapa 6: Clicar em "deletar";