Tudo o que você precisa saber sobre computação em nuvem

A computação em nuvem a cada dia se torna mais popular em nossa rotina, isso por conta das inúmeras vantagens que ela oferece e sua capacidade de atender diversos segmentos do mercado.

Também conhecido como cloud computing, o serviço tem como função armazenar arquivos, programas e informações na nuvem e, assim, deixar esses dados acessíveis para pessoas autorizadas, independente do lugar onde elas estão, apenas com o uso da internet.

Ficou curioso para saber mais sobre o conceito? Acompanhe o artigo e tire todas as suas dúvidas sobre computação em nuvem.

Tudo o que você precisa saber sobre computação em nuvem

Motivos para adquirir o serviço

  • Reduzir custos com infraestrutura

Ao optar pelo armazenamento de dados em servidores físicos, a empresa precisa realizar investimentos financeiros para comprar equipamentos e instalar programas. Além disso, alguns custos com manutenção que não estavam programados em seu orçamento podem surgir ao longo do tempo.

Com um servidor em nuvem esses gastos tornam-se mais fáceis de prever e todo o processo de implementação e monitoramento recebe um valor fixo que, na maioria das vezes, é mais razoável que o serviço local.

  • Economizar espaço físico

Quando seus arquivos estão no ambiente online, não há a necessidade de reservar espaços físicos para abrigar máquinas na sua organização. Logo, esses locais poderão ser usados para alocar outros recursos ou até expandir sua equipe.

  • Obter mais segurança

Considerando os riscos pelos quais seus dados estão expostos na internet, os melhores fornecedores de cloud computing, como a Woclo, investem tempo e trabalho para utilizar práticas e tecnologias de segurança capazes de monitorar suas informações de maneira cuidadosa e proteger sua empresa das ameaças virtuais.

  • Encontrar informações com agilidade

A computação em nuvem faz com que suas informações sejam mais fáceis de serem encontradas, já que elas são mantidas em um só lugar e organizadas de acordo com os processos da sua empresa.

Principais serviços da computação em nuvem

  • Armazenar informações

Com o cloud server você guarda seus dados de forma segura, econômica e em grande escala, e ainda consegue localizar e recuperar suas informações com rapidez.

  • Criar aplicativos

Outro serviço disponível é a possibilidade de utilizar a infraestrutura em nuvem para criar aplicativos que facilitam, organizam e inovam sua rotina de trabalho.

  • Gerenciar dados e aplicações

Depois que todos os dados forem armazenados em nuvem você terá uma visão ampla das aplicações da sua empresa, o que permitirá enxergar pontos que precisam ser aperfeiçoados, medir resultados e propor novos métodos de trabalho.

Vantagens em adotar o cloud computing

  • Capacidade de integrar equipes

Ao utilizar a computação em nuvem suas informações ficaram disponíveis no ambiente online e para acessá-las apenas será necessária uma boa conexão com a internet. Assim, sua equipe conseguirá compartilhar com facilidade arquivos com os colaboradores que trabalham em locais geográficos diferentes e manter-se integrada – algo essencial para empresas que possuem diversas filiais, por exemplo.

  • Flexibilidade para acessar arquivos

Outra vantagem é a possibilidade de acessar arquivos através de diversos tipos de dispositivos – computadores, tablets, notebooks, smartphones, etc. Isso torna suas tarefas mais flexíveis e adaptáveis às mudanças físicas, como uma reunião com cliente, uma viagem ou um dia de home office.

  • Backups mais rápidos

Outro ponto de vantagem é a rapidez para localizar e recuperar dados e informações armazenados na nuvem. Considerando que em uma hospedagem local essa tarefa seria feita através de dispositivos físicos e o tempo para a busca seria bem maior, o cloud computing se torna muito mais ágil.

  • Atualizações automáticas

Da mesma forma que os backups, as atualizações na nuvem são executadas de maneira rápida e prática e, quando necessário, podem ser programadas automaticamente, em horários e datas que não prejudicam sua rotina de trabalho.

  • Transparência nas informações

Compartilhar documentos e deixar as informações disponíveis para as pessoas certas torna a execução das tarefas mais fácil e clara, pois os colaboradores podem acompanhar as etapas dos processos, identificar o que é responsabilidade ou depende do trabalho deles e auxiliar no progresso de outras atividades.

Mas, é importante lembrar que, os acessos devem ser controlados com segurança, para que nenhum dado sigiloso seja revelado.

  • Produtividade para sua equipe

Além dos equipamentos físicos, para instalar um servidor local é necessário contratar pessoas que ficarão responsáveis por implementar, configurar, corrigir e gerenciar todas as etapas desse serviço.

Já com a computação em nuvem, essa equipe pode ser contratada para aumentar a produtividade dos seus aplicativos, otimizar sua estratégia de vendas com tecnologia e realizar melhorias técnicas na sua empresa.

  • Escalabilidade

Os benefícios do cloud computing também incluem a escalabilidade, que nada mais é do que a capacidade desse serviço em se adaptar as necessidades da sua organização.

O dimensionamento elástico permite que você acesse a potência, capacidade de armazenagem e banda larga que desejar, sempre quando for preciso, em apenas alguns minutos.

  • Mais criatividade e inovação

Devido à facilidade de compartilhamento, ao optar pelo cloud server os colaboradores da sua empresa terão mais liberdade para dar ideias e trazer opiniões diferentes sobre os processos adotados até então – um ambiente favorável para o surgimento de propostas inovadoras e criativas.

Com todas as informações fornecidas até aqui, esperamos que suas dúvidas sobre computação em nuvem tenham sido esclarecidas e que esteja pronto para contratar uma empresa que oferece esse serviço com alta qualidade, transparência e segurança.

Quais são as vantagens e desvantagens do backup em nuvem?

Ao longo dos anos, muitas inovações ocorreram em relação as formas disponíveis no mercado para armazenar arquivos. Por muito tempo, utilizamos disquetes, CDs, DVDs, pendrives, HDs externos, até chegarmos ao método mais atual, o backup em nuvem para empresas.

Essa tecnologia nasceu a partir da necessidade das empresas em adotar um método mais seguro para guardar dados. Afinal, as informações geradas em uma companhia – relatórios, dados de clientes, documentos jurídicos – exigiram uma maior proteção com a expansão digital.

No entanto, por desconhecer o serviço, muitas pessoas ainda possuem dúvidas sobre qual método adotar. Diante disso, reunimos nesse artigo as principais vantagens e desvantagens do backup em nuvem comparado ao manual.

Ficou interessado? Leia o artigo completo, esclareça suas dúvidas e escolha a melhor opção para a sua empresa.

Quais são as vantagens e desvantagens do backup em nuvem?

Vantagens do backup em nuvem

  • Mais segurança

Ao armazenar seus dados em nuvem, grande parte dos processos são feitos por meio de automações e recursos digitais com o mínimo de interferência humana. Esse método permite que as informações fiquem menos vulneráveis a possíveis acidentes, perdas e furtos, que ocorrem, por exemplo, quando o backup é guardado na própria empresa ou em locais externos.

Além disso, ao contratar um provedor, normalmente, sua empresa recebe a garantia de monitoramento em tempo real, o que diminui sua responsabilidade de ter que identificar erros e realizar manutenções recorrentes.

  • Personalizável ao seu negócio

Outra vantagem em adotar o backup em nuvem é a flexibilidade que ele dá a sua organização, já que o serviço permite que você vincule a quantidade de computadores que desejar. Assim, você poderá levar para a nuvem os dispositivos de todos os colaboradores, mesmo que a sua empresa cresça ao longo do tempo.

E o melhor: não haverá necessidade de reservar um espaço físico para isso, pois ao hospedar seus dados em nuvem, todas as informações, independente do volume, serão guardadas de forma virtual.

  • Investimento adequado à sua empresa

O cloud server é adequado para quem pretende investir um valor menor nessa operação. Ele reduz os custos com recursos físicos e garante alternativas extras para recuperar os arquivos caso ocorra falhas técnicas que prejudiquem o armazenamento dos dados.

Também, na maioria das vezes, é mais viável financeiramente para as empresas contratarem a hospedagem em nuvem terceirizada, uma vez que não será necessário ter uma equipe de colaboradores exclusiva para realizar esse trabalho.

  • Informações centralizadas e disponíveis sempre

Mesmo que a sua organização tenha inúmeras filiais espalhadas pelo mundo, com um servidor em nuvem você pode reunir e padronizar seus dados em um local só. Isso faz com que os processos fiquem padronizados e organizados, e que os arquivos sejam mais fáceis de ser encontrados.

Esse recurso também é ideal caso o local físico da sua empresa sofra algum dano, pois permite que os colaboradores desempenhem suas tarefas em outros espaços (home-office, coworking, em casa, etc.) e que, assim, o fluxo de trabalho não seja prejudicado.

  • Rapidez para recuperar arquivos

Outro ponto que você pode considerar como mais vantajoso ao analisar as funcionalidades do backup em nuvem é a rapidez para localizar e recuperar suas informações.

Em uma hospedagem local essa tarefa seria feita através de diversos objetos de armazenagem (pendrives, HDs externos, etc.) e o tempo para a busca seria bem maior.

Desvantagens do backup em nuvem

  • Conexão com a internet

O primeiro fator apresentado como uma desvantagem da armazenagem em nuvem é a conexão com a internet. Ela é um artifício fundamental para acessar suas informações de modo eficiente e sem ela as vantagens do backup em nuvem são inexistentes.

Lembrando que, no início da implementação do cloud server esse recurso será ainda mais necessário, porque para descarregar a carga completa dos arquivos da sua empresa a banda larga terá que ter um desempenho superior.

  • Demora para recuperar arquivos grandes

O tamanho de um arquivo pode ser uma barreira caso precise recuperá-lo. Quanto maior ele for, mais tempo demandará para finalizar a tarefa e exigirá um esforço superior do servidor.

  • Cancelar serviços

Ao contratar um serviço terceirizado uma das cláusulas mais importantes que deve ser observada é a sobre o cancelamento de contrato, principalmente quando existem dados valiosos envolvidos na transação.

É importante alinhar como deve ser feito o pedido para o cancelamento, se existem multas a serem pagas e os prazos para a retirada dos arquivos.

Sem isso, a descontinuação dos serviços poderá resultar em perda de dados, custos além do planejado, um período de espera grande para recuperar seus dados e, em geral, muita dor de cabeça ao longo do processo.

  • Falta de suporte ou monitoramento

Outra desvantagem ao escolher a nuvem ao invés de realizar o backup por meio de uma mídia removível, é quando a empresa terceirizada contratada não disponibiliza um suporte adequado ou não monitora e gerencia o servidor da forma que prometeu.

Isso poderá gerar problemas técnicos que prejudicarão o fluxo de trabalho da sua empresa e trazer prejuízos financeiros para a sua organização.

Como foi dito ao longo da matéria, o backup em nuvem pode oferecer muitas vantagens para o seu negócio, mas para isso alguns fatores devem ser observados antes da contratação do serviço.

Deste modo, é essencial escolher uma empresa como a Woclo, que oferece armazenamento em nuvem com alta qualidade, transparência e segurança e ainda possui o melhor custo-benefício do mercado.

8 dicas de como migrar servidor para nuvem com segurança e eficiência

Atualmente, o serviço de migrar servidor para nuvem vem sendo muito difundido entre as empresas brasileiras devido às diversas vantagens que ele oferece.

Algumas das facilidades desse processo é a possibilidade das organizações adquirirem maior clareza em suas integrações, obter análises precisas e garantir mais segurança para os seus dados.

Contudo, apesar da onda de interesse, realizar a migração destes componentes de modo eficiente e evitar o máximo de riscos nem sempre será uma tarefa comum a todos. Por isso, é importante que alguns passos sejam seguidos. Acompanhe o artigo e descubra quais são eles.

Woclo Cloud Computing

1. Tenha um objetivo

Após a decisão pela contratação de um servidor em nuvem ser tomada, discuta com a sua equipe as necessidades da empresa e os motivos que levaram vocês a considerarem a mudança.

Isso contribuirá para ter uma definição e visão clara do objetivo central da estratégia e, assim, no futuro, medir se os resultados atingidos foram compatíveis ao investimento financeiro feito inicialmente e ao que foi previsto no momento de implantação.

Além disso, ter objetivos bem definidos ajudará a encontrar novas possibilidades caso o processo não esteja trazendo a resposta esperada.

2. Defina prioridades

Após definir um objetivo, é fundamental determinar o que será transferido para a nuvem imediatamente e o que ficará em segundo plano.

Em qualquer negócio existem aplicativos e arquivos que requerem maior segurança por conter informações valiosas. Então, dê preferência a eles na hora de migrar servidor para nuvem.

Também, crie uma lista com cada componente de acordo com sua complexidade de migração e seu tempo de retorno financeiro. Depois, priorize aqueles que demandarão menos tempo e os que trarão lucros imediatos. Com essas informações, você poderá construir um planejamento completo da mudança para a nuvem e acompanhá-lo até que esteja encerrado.

3. Examine a arquitetura do ambiente

Ao construir a arquitetura do ambiente em que os arquivos e os dados serão inseridos, é indicado que a empresa ou profissional de TI os organize pelo tipo de sistema.

Por exemplo, crie um módulo específico para o servidor de aplicações, um para o servidor de banco de dados, um para o servidor de documentos estratégicos, e assim para todas as soluções que ficarão em nuvem.

Isso permitirá que haja uma melhor disposição e visualização dos recursos que estão sendo utilizados, bem como o monitoramento de todos os componentes. Além disso, ficará mais fácil definir possíveis mudanças e também estabelecer os pontos de maior atenção.

4. Selecione um provedor

A contratação de um provedor requer muita atenção porque, diferentemente de outras negociações, se algo não sair como o planejado, os dados e serviços da sua empresa serão comprometidos.

Portanto, é imprescindível realizar uma pesquisa prévia sobre a reputação do fornecedor, verificar se ele oferece boas ferramentas, se a capacidade do provedor é suficiente para atender a sua demanda, se ele segue as normas do cloud computing e se soluciona todas as particularidades do seu projeto.

5. Planeje e crie a estrutura da sua rede virtual

Antes de iniciar a migração dos seus dados e aplicativos para o servidor em nuvem, prepare o ambiente que irá recebê-los, configurando-o de acordo com a sua rotina: defina as atualizações de software, o período de backups, as regras de controle, o cadastro de usuários e suas funções, e todos os recursos que serão primordiais para o bom funcionamento do projeto.

6. Faça testes antes de migrar servidor para nuvem

Muitos testes podem ser feitos durante a transferência de aplicativos em nuvem, porém, existem dois principais que te darão informações acertadas.

O primeiro é a inserção de dados irrelevantes no ambiente do provedor com o intuito de medir se ele está pronto para receber a carga completa da organização.

O segundo é feito para verificar o desempenho e a compatibilidade dos aplicativos a nuvem. Em alguns casos, o serviço deverá ser adaptado para manter o funcionamento que havia no servidor local.

Lembrando que, antes de desativar sua hospedagem off-line e liberar o acesso a toda a empresa, é essencial investir em um período de testes e correções de falhas.

7. Contrate uma equipe ou profissional qualificado

As tarefas de monitorar, controlar e analisar o desempenho da migração podem ser feitas tanto por seu fornecedor de cloud quanto por um colaborador interno.

Porém, é importante garantir que a equipe ou profissional apresente as qualificações esperadas para poder acompanhar os componentes na nuvem, prevenir danos e resolver possíveis problemas técnicos, em tempo real.

8. Tenha um plano B

Após seguir todos esses passos, é esperado que não surjam problemas na virtualização dos sistemas. Mas, para prevenir que não haja perda de informações importantes ou comprometimento em seus dados e aplicativos durante o uso do cloud server, tenha um plano de restauração ou um backup arquivado em um local seguro.

Como deve ter notado, migrar servidor para nuvem é um processo complexo, ainda mais quando não se tem muita habilidade com esse tipo de tecnologia.

No entanto, ao adotar as dicas citadas até aqui, sua empresa conseguirá realizar essa tarefa de maneira planejada e poderá aproveitar todas as vantagens em migrar o seu servidor local para nuvem.

Load More Posts